|

Estudando pra outro concurso

Pelo jeito, parece que vai demorar bastante pra ser, finalmente, chamada pelo MRE. Então resolvi me dedicar a outro concurso. Fiz a inscrição pro concurso da Aneel e resolvi passar lá na Vestcon pra comprar uma apostila.

Não tinha, daí me matriculei no curso.

É, eu sei. É como ir numa loja pra comprar um colchão e sair levando a cama. Mas a nostalgia me atacou, assim que atravessei aquele portão. Vou dizer pra vocês. Não costumo fazer propaganda de cursos, mas eu amei o curso da Vestcon. Aliás, nem foi essa coca-cola toda, não. Foi mais pelas amizades que fiz lá, pela animação em estudar pro concurso do MRE, pelo clima de camaradagem que encontrei lá.

Gostei e resolvi fazer o curso de exercícios.

Vou contar uma história longa pra vocês agora. Please, stay with me…

Antes de fazer o concurso do MRE, eu costumava estudar pra concurso como todo mundo. Me inscrevia num cursinho X, assistia a algumas aulas, depois de ter trabalhado o dia inteiro. Daí chegava em casa e ia dormir, e só ia ver a matéria de novo no dia seguinte, à noite.

Não dá pra estudar dessa forma, claro. O ideal é dedicar algumas horas aos estudos, rever o que o professor falou, fazer exercícios, ler os livros ou apostila.

Eu sabia disso, mas precisava trabalhar, não tinha como parar tudo só pra estudar.

Resolvi, enquanto estudava pra prova da Abin, tentar o método do mapa mental. Se você é do signo de Virgem, esqueça esse método. Você vai passar mais tempo organizando os lápis pelas cores e fazendo esquemas com réguas, do que propriamente estudando.

Cheguei a comprar o material, mas nunca consegui escrever nada nos quadradinhos fofos que eu desenhava. Tentei, inclusive, um software de mapa mental. Não deu nada certo. Desisti desse método. Deve ser bom pra um monte de gente, mas pra mim não servia.

A essa altura, eu já tinha tentado tantos outros métodos. Do clássico “pegue um livro e estudo”, aos mais avançados como “grave as aulas e transcreva tudo pro caderno”.

Não passei no concurso da Abin, ou passei, ou não passei. Vocês nunca vão saber, heheheheheh

Não, sério, não passei.

Daí resolvi me dedicar ao concurso do MRE, e entrei no mesmo velho esquema. Apostila, um monte de livro, caderno novo, 243 canetas fofas, lápis, borracha, matrícula no cursinho e boa vontade. No começo o cenário era o mesmo. Eu trabalhava o dia todo e, à noite, ia pra aula. Assistia, anotava algumas coisas, e jurava a mim mesma que, no dia seguinte, iria estudar, durante o dia, o que o professor iria falar na aula, à noite.

Claro que não funcionava assim.

Até que, um dia, um coordenador do cursinho deu uma palestra e jurou de pé junto que, se a gente fizesse o que ele ia dizer, a gente ia passar em qualquer concurso. Ele contou a trajetória dele, e mostrou todos os concursos para os quais ele foi aprovado. Invejei.

E acreditei.

Me senti como se tivesse encontrado Jesus, no sentido de que a verdade sempre esteve alí e eu nunca tinha visto.

Ah, vocês querem saber o método?

Bom, ele cata provas das matérias que vão cair, da mesma banca. Daí ele pega os livros dele e vai respondendo às questões e anotando nos livros. Tipo: O futuro cargo da Claudia é ofchan: V ou F.

Daí ele vai no Livro do Destino, na página 42, e vê que a resposta é V. Ele anota no livro que ele viu essa pergunta na prova X, do Cespe. E anota a resposta correta na prova, colocando do lado o livro onde a resposta se encontra, e a página.

Boring, uh?

Pois é, não consegui fazer o que ele faz.

Acabei usando um método alternativo. Imprimi um monte de prova e comecei a responder as questões. E tirei meu recesso de natal, no meio tempo. Daí eu passava dias só respondendo questão de prova. No dia da prova de verdade, pra mim, era só mais uma prova.

Recomendo o método. Tanto que vou fazer isso de novo. Dessa vez, vou até fazer o curso de exercícios, além de tirar férias no meio do caminho. Assim vou poder estudar mais, usando um método super divertido e, talvez, nem ao menos patenteado. #ficaadica

Finalizando, eu contei essa mesma história nesse outro post. Eu sou prolixa, já sei.

Tags: , , ,

34 Responses for “Estudando pra outro concurso”

  1. Sabine says:

    muito bom o método! tentarei botá-lo em pratica, pra ver se funciona pra mim.

  2. Sabine says:

    claudia (e quem mais se habilitar), você acha loucura se preparar pra dois concursos ao mesmo tempo? tipo MPU e ABIN? queria uma opiniao de alguem que ja fez alguns concursos antes, porque sou nova nesse ramo…

  3. claudia says:

    Acho que depende das matérias. Muitas são iguais em todos os concursos, então vale a pena estar estudando sempre, mas tem algumas específicas.

  4. Esther says:

    Cláudia,gostei da sua história. Vc passou e ainda não foi nomeada?
    Quero passar no próximo. Tem alguma dica?

  5. claudia says:

    Oi Esther,

    sim, passei mas ainda não chamaram os excedentes. Estamos aguardando 🙂 A dica que eu costumo dar é ler bastante e estudar inglês. Português e inglês foram as matérias que fizeram a diferença. Boa sorte pra você 🙂

  6. sabine says:

    Cláudia, você tem dicas quanto a livros ou manuais que usou pra estudar ou consultar? De qualquer matéria dessas que provavelmente cairão no próximo concurso pra ofchan (Administrativo, AFO, Constitucional, Português, Inglês, Informática…). E, antes de ser aprovada no MRE, você vinha estudando pra concursos havia muito tempo?

  7. claudia says:

    Sabine, eu estudei fazendo provas, basicamente. Me inscrevi num cursinho e comecei a imprimir um monte de provas da FCC. Isso ajudou bastante, mas como a parte de português e inglês foi de interpretação de textos, acabei me saindo bem. Infelizmente, interpretação de texto é algo que não dá pra estudar muito.

  8. Nivi says:

    Oi Cláudia, refiz a prova de ofchan 2009… e, na parte de Inglês acertei tão somente 19 questões. Falo Inglês Fluente, já trabalhei no consulado britânico de são paulo etc.. já fui pra fora (de viagem só). Enfim, por ter tido uma pontuação relativamente baixa e ter tempo até o próximo concurso, em termos de Inglês, como você me aconselharia a estudar? Ler bastante textos de jornais internacionais, fazer bastante provas de inglês, mais um curso de inglês, ou nada disso adiantaria se antes eu não fizesse um intercâmbio?

  9. claudia says:

    Olha, eu nunca fiz um intercâmbio, então não acho que seja necessário. Acho que ler bastante vai ajudar. E seria interessante ter algumas aulas de interpretação de texto, mesmo que seja de um professor de português. Existem dicas que servem tanto pra português quanto pra inglês.
    Quanto à prova, realmente ela pegou muita gente de surpresa. Não sei se a próxima prova vai ser do mesmo jeito, mas acredito que a FCC será a banca escolhida. Não houve nenhum problema com todo o concurso. Os prazos foram respeitados, houve apenas uma anulação e uma alteração de gabarito, não soube de nenhuma ação judicial contra o processo do concurso.
    E se for a FCC mesmo, é bem provável que seja mantido o nível da prova de 2009. O jeito é ler muito e pegar o jeito com interpretação de texto.
    Boa sorte!

  10. Valquiria says:

    Claudia , vc passou no primeiro concurso de OFCHAN que vc fez?? Vc tem uma boa base de inglês?? Que textos vc me recomenda ler em ingles ?? Onde posso achar alguns textos bons?? Vc tem apostilas do seu cursinho que possa me vender para eu estudar?? Eu moro no interior do Rio grande do sul e aqui nao tem cursinho direcionado para este concurso. Vc sabe se tem previsao de novo concurso e quando para OFCHAN??Obrigada!!!

  11. claudia says:

    Eu já tinha feito um concurso pra ofchan há algum tempo. Acho que foi em 2002. Mas eu não estudei nada naquela época e nem sabia nada sobre a carreira. Quanto à preparação, fiz um cursinho e estudei fazendo provas antigas da FCC. Não tenho mais a apostila do cursinho, mas acho que não seria de grande ajuda pq a banca do próximo concurso pode ser outra, e as matérias tb.
    Mas basta procurar provas de outros concursos, quando você souber qual vai ser a banca.
    Em relação ao inglês, o que eu sei foi aprendido na escola, como todo mundo, eu acho. Depois, já adulta, passei a ler muita coisa em inglês, o que ajudou muito na parte escrita. Existem muitos jornais americanos online. Eu aconselho sair lendo tudo o que aparece, sem se importar com o assunto.
    E não fique achando que o fato de não haver cursinho específico na sua cidade seja uma desvantagem tão grande. Aqui em Brasília, por exemplo, eles montaram o cursinho em cima da hora. Além disso, muitos aprovados vieram de outros Estados e, na maioria dos casos, não fizeram cursinho.
    E eu não sei quando vai ter um novo concurso. Queria muito saber, pq somente após chamarem os excedentes é que farão um novo pedido para um concurso.
    Mas, pelo que eu ouvi, o MRE tem muito interesse em fazer um novo concurso o quanto antes.

  12. Valquiria says:

    Muito obrigada Claudia… pois eu tava achando ki para mim…seria complicado demais… visto a precariedade de estudo daki do interior……. mas nao custa eu ao menos eu tentar, pois preciso criar minha filha… com dignidade… pois meu marido nos abandonou…
    Um grande bj e obrigada pelas dicas… vou tentar achar algns artigos via Net!!

  13. claudia says:

    Tenho certeza que vc vai conseguir. Se não for esse concurso, certamente haverá algum outro 🙂

  14. Nivi says:

    Oi, Válquiria, eu tenho a apostila da Vestcon do último concurso. Fiz um resumão no Power Point da matéria de Direito baseado na apostila e calaloguei em excel todas as palavras chaves de Inglês que costumam cair em rpovas de concurso, memorixando-as te ajudará muito. Qualquer Interesse me mande um mail: nivi_kjelter@live.no

    mas é akela historia, não sei se cai Direito Adm na próx. banca – mas se cair o resumo tah feito, se não cair no Direito ao menos um assunto puxa o outro

    que eu te envio. e te dou algumas dicas e sites que serão muito úteis p/este e qualquer outro concurso.

  15. Valquiria says:

    Oi Nivi!!
    Quero sim!! Preciso juntar um bom material…pois vou estudar por conta própria… mandei um email para ti pelo Yahoo… lolileli@yahoo.com
    Vc tem as provas antigas tbm??
    Bjs
    Valquíria

  16. Nivi says:

    Oi Cláudia, mais uma vez rs.

    Não tem aros com bugaros do concurso de ofchan, mas como você está mais por dentro de concursos do que eu deve saber responder: vc já deve ter ouvido falar do concurso da Fiocruz, né?! Então tem uma vaga parece que de Cooperador Internacional, quase as mesmas matérias do CACD, o porém é que o aprovado terá de assumir posição no RJ ou em Brasília. Você sabe dizer se nestes casos tal concurso só se aplica nas duas cidades ou aplica em outras localidade e o aprovado depois se desloca como no caso de ofchan?

    A nice Holiday for all!

  17. claudia says:

    Olha, depende muito do órgão e do edital. No MRE, vc é lotada em Brasília, podendo, a critério do MRE, ter lotação em um dos escritórios regionais. Existem concursos que aplicam as provas nos Estados e a pessoa escolhe onde quer trabalhar, mas isso é dito no edital. Se a pessoa não quiser trabalhar no local que ela indicou, dificilmente consegue alteração pq isso significa que uma pessoa que está em outro Estado deverá deixar a vaga, e não pode haver nenhum candidato na fila de espera pra pegar aquela vaga.
    Claro que existem casos onde os candidatos trocam de localidade entre si, mas a Administração tem que concordar.
    Mas, como eu disse, depende do órgão e do que diz o edital.

  18. Valquiria says:

    Boa tarde Claudia…eu aqui de novo… me diz uma coisa….quanto tempo vc levou (meses) para ter um bom preparo e passar neste concurso?? E quantas horas por dia vc dispunha para o estudo??
    Bj

  19. claudia says:

    Na época eu já vinha estudando pro concurso da Abin, mas não estava estudando muito. Quando saiu o edital do MRE, eu resolvi fazer um cursinho. Acho que começou em outubro mesmo e terminou no final de janeiro. Eu estava trabalhando, então estudava de noite, no cursinho, e nos fins de semana. Mas como eu imprimia muitas provas, acabava estudando em outros momentos também. O diferencial dessa prova, no entanto, foram português e inglês. Como foram só questões de interpretação de texto, nem adiantava estudar oito horas por dia.

  20. Nivi says:

    Bom, já que você tocou neste assunto, surgiu me uma dúvida, pois cemecei a fazer questões de prova (mas não só de uma banca específica). Você fazia só de Português e Inglês (que são os diferenciais)? O índice de acertos, ao fazer muitas provas vai aumentando?
    Quanto a redação, o candidato tem de escrever um texto como se fosse um jornalista da Economist?

    Att,
    Nivi Kjelter

  21. Valquiria says:

    Obrigada Claudia!!
    Bj

  22. Valquiria says:

    oi claudia…. uma pergunta….qual é o salario atual do of chan?
    obrigad!

  23. Valquiria says:

    e qual é a previsao de um novo concurso??

  24. Sandro says:

    Olá Claudia, acompanhando seu blog me interessei e objetivando prestar o próximo concurso nada mais sensato que compartilhar idéias com uma candidata aprovada creio. Atualmente resido no exterior e sou membro do corpo consular brasileiro em Hamamatsu – Japão onde temos muito contacto com os ofchans, assim gostaria de poder trocar idéias oportunamente.

    Att,
    Sandro Prado

  25. claudia says:

    Oi Sandro. Espero que vc preste mesmo o concurso. Acho que vale a pena, ainda mais no seu caso, que já tem ideia de como a carreira é, de verdade.

  26. Cláudia Oliveira says:

    Oi Cláudia, minha xará!

    Adorei o seu blog, pois além de informações preciosas, ele é muito bem escrito. Parabéns! Vc pode me tirar duas dúvidas: é possível estar na carreria de oficial de chancelaria e prestar concurso para a carreira diplomática? Outra: vc pode indicar um fórum ou blog sobre carreira diplomática? Thanks!

  27. claudia says:

    Oi, Claudia
    Olha, é perfeitamente possível ser ofchan e depois prestar concurso pra diplomacia. Muitos diplomatas já foram ofchans um dia.
    Quanto a um blog ou forum sobre a carreira, eu não conheço nenhum específico. Tem a comunidade do Orkut. Se chama Coisas da Diplomacia. Talvez seja legal dar uma passada lá.
    Boa sorte!

  28. Margarida says:

    E onde consigo as provas dos concursos anteriores para Oficial de Chancelaria?

  29. claudia says:

    Oi Margarida,

    As provas estão disponíveis nesse site:
    http://www.asof.org.br/carreira.php?cod=85

  30. Flavia de Almeida says:

    Claudia,

    devo dizer que vc está perdendo uma boa oportunidade para ganhar dinheiro.
    Por que não para de dar dicas aqui e faz um livro? Inclusive, com tudo que já postou neste site!
    Há muito tempo aprendi que não há nada de graça…, e vc investe um bom tempo para colocar novidades e postar respostas. Para com isso. Deus está lhe dando uma bela oportunidade de ganhar dinheiro com esse desegradável momento de sua vida que, tb, é uma experiência e tanto.

    Este site deveria ser um chamariz para o seu livro. Com um bom sistema de cadastro para mala direta e marketing de cada um que quisesse maiores informações.

    Com carinho,
    Flavia.

  31. claudia says:

    Oi Flávia. Obrigada pelo apoio e pela ideia. Tenho uma colega de trabalho que vive dizendo a mesma coisa. Até perguntei se não tinha sido ela que postou o comentário. Vou pensar com carinho nessa ideia, pode deixar 🙂

  32. Paula says:

    Olá Cláudia,

    Vc poderia me falar um pouco sobre o que é o serviço no dia- a- dia de um oficial de chancelaria.
    Outra coisa, sei que o salário inicial não é lá grande coisa, mas e quanto a carreira? Existe ascensão financeira, quais são os benefícios?
    Vc poderia me indicar onde eu posso obter estas informações?
    Muito obrigada, Paula.

  33. Maria says:

    Oi Claudia, você se lembra do tema da redação de português e de inglês do concurso que você passou? Procurei mas não consigo encontrar.

  34. Amanda Ourofino says:

    Oi Claudia,
    Espero que vc veja o meu comentário, mesmo depois de tanto tempo (o último comentário aqui foi em 2011, né? rs).
    Gostaria de saber se por acaso vc ainda tem a sua apostila da Vestcon do concurso pra Ofchan, de 2008/2009. Eu moro em Brasília, poderia fazer uma xerox caso vc também more aqui em Brasília. Meu email está ali em cima, no cadastro.
    Se possível, me dê um retorno?
    Muito obrigada!!!!
    Abraços,
    Amanda

Leave a Reply